quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Saco em tecido




Hoje, logo pela manhã, dei de caras com este saco. Comprei-o com uma daquelas revistas que dão muitos presentes, com a ideia de lhe dar alguma graça. De repente lembrei-me de um pedacinho de tecido que a minha amiga Paula Santos me deu há uns tempos. Ela conhece uma senhora, que tem uma loja de tecidos para decoração, que por vezes lhe dá as amostras desactualizadas. Já tinha utilizado o tecido como capa de uma agenda, mas quando a deitei para a reciclagem, retirei-lhe o tecido e guardei-o. Com este grande bolso o saco fica mais funcional e bem mais giro. Um pouco infantil não? Mas que se há-de fazer? Acho que há uma parte de mim que nunca deixará de ser criança. Não sei se isso é bom ou mau, mas sou feliz assim.

1 comentário:

Tia Verinha disse...

Nos tempos que correm...que remédio temos senão reciclar! Infantil? Não acho. Com as notícias que temos dos nossos governantes só nos resta mesmo procurarmos o mundo das crianças para conseguirmos ser felizes pois a realidade é muito triste...Adoro o meu trabalho porque lá esqueço-me deste mundo negro que nos rodeia e ainda consigo sonhar...
Neste blog fantástico vai encontrar milhentas coisas das revistas educadores de infãncia que deixei de comprar por isso mesmo. A Pri é fantástica a partilhar e por isso merece os nossos comentários e a nossa visita.
beijinhose milsorrisoscoloridos